Cinema

cinema

Nosso ponto de encontro com dicas e relatos dos últimos filmes vistos ou recomendados!

Anúncios

126 comentários sobre “Cinema

  1. Fãs travam sua própria Guerra Civil e escolhem um lado
    by Pedro de Carvalho via Lauro Jardim


    O filme é do Capitão América, mas os fãs preferem…

    O filme “Capitão América: Guerra Civil” estreia hoje no Brasil e a internet parou para escolher um lado: uns são Team Cap; outros, Team Iron.

    Segundo pesquisa realizada pelo Omelete Group, a preferência pelos atores protagonistas, pelo menos, é quase total por Robert Downey Jr (96%). Chris Evans é escolhido por apenas 4% dos fãs.

    Na batalha entre os personagens, o Homem de Ferro também levou a melhor: 61% contra 39%.

    Entre os atores dos times, outro chocolate do lado do Tony Stark: a equipe que conta com o novo Homem-Aranha (Tom Holland) tem 97% da preferência entre os fãs.

    Agora, se a disputa fosse apenas entre os super-heróis, mais uma vez os fãs torcem pelo grupo do Homem de Ferro (82%).

    Curtido por 1 pessoa

  2. “A GRANDE APOSTA” em cartaz nos cinemas. O filme tras a história de algumas pessoas que perceberam antes de todos que o sistema de empréstimos sub prime nos EUA iria colapsar. Achei que traz bons insights para o mercado imobiliário no Brasil.

    Curtir

  3. “A grande aposta” apresenta os homens que previram a crise de 2008 antes de todo mundo – e lucraram com isso

    O filme tem ar documental em boa parte dos seus 130 minutos e volta até o período em que Lewis Ranieri, do Salomon Brothers, revolucionou o mercado hipotecário nos Estados Unidos. A partir dele, as hipotecas viraram a menina dos olhos de Wall Street e se tornaram muito mais rentáveis. A questão é que boa parte desses títulos vendidos aos bilhões por décadas não eram saudáveis. “É uma bomba relógio e eu quero fazer um short”, diz Michael Burry (Christian Bale).

    E é assim que o filme passa a acompanhar investidores, interpretados por Steve Carell, Ryan Gosling, Christian Bale e Brad Pitt, que previram a crise econômica de 2008 e buscaram ganhar – muito – dinheiro com isso.

    Os investidores percebem que os títulos aparentemente seguros das hipotecas, na verdade, eram fundamentados em empréstimos descontrolados, realizados sem uma análise segura do crédito. Ou seja, fundamentadas em pessoas que muito possivelmente não poderiam pagar.

    A crítica às práticas do mercado fica clara quando o roteiro dá ênfase às agências de risco. Em uma reunião em que contestam a Standard & Poor’s por suas avaliações positivas a títulos podres, escutam como resposta: “se não damos o triplo A para os bancos, eles vão até a Moody’s. Se não trabalhamos com eles, eles vão ao nosso concorrente, é como o mundo funciona”.

    “Economês” inusitado
    Para tratar de questões complexas do mercado, o roteiro apela para situações inusitadas. A atriz Margot Robbie, por exemplo, aparece como ela mesma em uma banheira cheia de espuma explicando o que são swaps – enquanto toma taças de champanhe. Já a cantora Selena Gomez vai a um cassino para exemplificar como se comporta uma CDO sintética.
    A grande aposta
    Diretor: Adam McKay
    Ano: 2015
    Duração: 130 minutos
    Gênero: Drama

    Curtido por 1 pessoa

    • Filmaço! Direção e Produção incríveis com atuações impecáveis! Trazendo em cena esse assunto que tanto nos interessa, de uma forma simples e dinâmica; uma crítica real ao mercado financeiro e seu desinteresse social e o que a especulação e a má gerência financeira de bancos e financeiras pode fazer na vida das pessoas, e a inteligência e ‘time de grandes investidores!

      Curtido por 1 pessoa

  4. A tirania do controle

    Nada é de graça…

    ” na metade de uma aula em uma universidade, um dos alunos, inesperadamente perguntou ao professor:
    – você sabe como se capturam os porcos selvagens?

    O professor achou que era uma piada e esperava uma resposta engraçada. O jovem respondeu que não era uma piada, e com seriedade começou sua dissertação:

    Você captura porcos selvagens encontrando um lugar adequado na floresta e puxando um pouco de milho no chão. Os porcos vêm diariamente a comer o milho de grátis. Quando se acostumam a vir diariamente, você constrói uma cerca ao lado do local onde eles se acostumaram a vir. Quando se acostumam com a cerca, eles voltam para comer o milho e você constrói outro lado da cerca…

    Eles voltam a acostumar-se e voltam a comer. Você vai pouco a pouco até instalar os quatro lados do cercado em torno dos porcos, no final instala uma porta no último lado. Os porcos já estão habituados ao milho fácil e às cercas, começam a vir sozinhos pela entrada. É aí quando você fecha o portão e captura a todo o grupo.

    Simples assim, em um segundo, os porcos perdem sua liberdade. Eles começam a correr em círculos dentro da cerca, mas já estão sujeitos. Depois, começam a comer o milho fácil e gratuito. Ficam tão acostumados a isso que esquecem como caçar por si mesmos, e por isso aceitam a escravidão; mais ainda, mostram-se gratos com os seus captores e por gerações vão felizes ao matadouro.

    O jovem comentou com o professor que era exatamente isso que eu via acontecer no seu país, no seu estado, em sua cidade, no seu povo. Onde governos ditatoriais, escondidos sob o manto “Democrático”, Lhes esteve jogando milho gratuito pelo tempo suficiente para alcançar a mansidão sistemática.

    Cada novo ” Governo Salvador ” disfarçando em programas de ajuda suas esmolas, dá dinheiro, missões, planos, remissão, leis de ” Proteção “, Subsídios para qualquer coisa, expropriações indevidas, programas de “Bem-estar social”, Festas, feiras ou festivais, uniformes, úteis, transporte “Grátis”.

    Toda essa gratuidade que nos oferecem os governantes e cheia de felicidade para um povo acostumado com as migalhas do milho fácil e gratuito, roubam-nos a capacidade de ser críticos pensantes e pessoas empreendedoras.

    No entanto, claro que nada nos saiu de graça. “Não existe almoço grátis”.

    Finalmente, se você se dá conta de que toda essa maravilhosa ” ajuda ” Governamental é um problema que se opõe ao futuro da democracia no nosso país.”

    Curtido por 1 pessoa

    • Excelente vídeo! Pergunto: se temos a receita do bolo porque só sai do forno bolo murcho? Tantos economistas neste país, tanta gente entendida em posição de acessoramento, por que ninguém faz nada? Esta sensação de impotência é cruel! O que fazer?

      Curtir

Novos Comentários Aqui ou via botão "Resposta" nos anteriores

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s